});
segunda-feira, junho 21, 2021
Autores Posts por Vem Na Mão

Vem Na Mão

38 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Mcgregor comprou o local onde brigou com rapaz e primeira decisão dele vai te surpreender.

Conor McGregor decidiu comprar o The Marble Arch Pub em Dublin. Aqui, ele bateu em um homem em abril de 2019 porque se recusou a beber um copo de uísque.

 

O incidente aconteceu quando McGregor quis pagar a todos os presentes uma garrafa de uísque, mas Desmond Keogh recusou. Em seguida, ele trocou alguns insultos com o lutador, e o lutador finalmente o atacou com um soco.

 

Depois disso, McGregor se desculpou e prometeu que nunca mais faria isso. A vítima não apresentou queixa, pelo que o irlandês pagou apenas uma multa de 1.000 euros.

 

Agora, ele decidiu comprar o bar por 2 milhões de euros e mandou uma mensagem nas redes sociais para as pessoas que o espancaram e ajudaram: “Você e seu povo estão proibidos de entrar.”21

Stallone opina sobre as três lutas astros do UFC

Sylvester Stallone apontou o favorito da trilogia McGregor / Povalier: “tem uma grande vantagem”

Atores de Hollywood que apareceram em “Rocky” nos cinemas enfatizaram o equilíbrio e disseram que os americanos têm uma vantagem nos duelos

O UFC 264 foi disputado em Las Vegas, nos Estados Unidos, no dia 10 de julho e é um dos duelos mais esperados do ano. A atração principal marca a trilogia entre Conor McGregor e Dustin Boyle. Em entrevista ao “TMZ Sports”, o ator Sylvester Stallone apontou uma batalha equilibrada, mas ressaltou que os americanos têm uma “enorme vantagem” sobre os irlandeses nessa batalha.

“Esta é uma pergunta difícil de responder. Você pode jogar uma moeda, como se acertasse quem caiu primeiro. Você tem um jovem com muita fome e outro que ganhou muito dinheiro, mas também está com muita fome. Quer dizer, você tem duas pessoas com flutuações mentais, mas Poirier tem uma grande vantagem “, brincou Stallone.

O terceiro duelo entre Conor McGregor e Dustin Poirier deve fazer história no campo das artes marciais mistas. Este jogo também é importante para os leves (até 70,3 kg). O vencedor do jogo pode disputar o campeonato da divisão com o novo campeão e o brasileiro Charles do Bronx.

Após os dois confrontos, os dois lados vão ganhar e perder, McGregor e Poirier terão a chance de decidir o jogo. No primeiro confronto, ainda no peso pena (abaixo de 65,7 kg), o irlandês venceu o primeiro round da fase de mata-mata. No segundo jogo, em janeiro daquele ano, foi a vez da América do Norte se vingar, derrotando lutadores europeus da mesma forma no segundo turno.

UFC 263: Moreno promete ser mais agressivo com Daveson: “Preciso acabar com esse cara”

O mexicano tenta cancelar o cinturão brasileiro no dia 12 de junho e acredita que pode impedir a trilogia: “Se eu conseguir terminar o primeiro e o segundo round, podemos acabar a competição aí”

Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno lutaram no UFC 256 em dezembro, que pode ser a batalha mais emocionante de 2020. No entanto, nenhum deles venceu. O empate na decisão majoritária trouxe o cinturão dos leves (até …) em linha com o brasileiro. Depois disso, nada mais emocionante do que a revanche, que será realizada no dia 12 de junho, no UFC 263, no Arizona.

Ao contrário do primeiro encontro, os dois têm tempo para se preparar desta vez. Anteriormente, eles haviam lutado no mesmo card há menos de um mês e foram levados para o Main Event do UFC 256 depois que Camaro Usman e Gilbert Durinho não conseguiram cumprir o contrato.

 

-Atualmente, minha confiança é muito, muito alta. Eu preciso ser inteligente. Eu sei que ele é forte. Isso é verdade. Ele é um verdadeiro lutador. Por isso ele se tornou um campeão. Mas minha confiança é muito alta, sei que posso causar muitos estragos na próxima batalha com ele. Posso ser mais agressivo porque todo o meu plano de jogo em duas semanas é: tomar cuidado, dar atenção aos contra-ataques, cuidar da força dele, nada mais. Agora, eu sei que posso suportar lesões e me tornar mais agressivo – disse Moreno em entrevista ao “Mixed Fighting”.

Brandon Moreno é seu segundo mandato no UFC. Ao deixar o TUF em 2016, entrou pela primeira vez na organização e conquistou três vitórias e duas derrotas. Após a reentrada em 2019, empatou com Askar Askarov e derrotou Kai Kara-France e Yusir Formiga, Jussier Formiga e Brandon Royval até ao primeiro encontro com Deiveson. O mexicano de 27 anos prometeu construir uma terceira versão de si mesmo em duas semanas.

-Obviamente, isso tudo é conversa fiada, mas você precisa ver o próximo Brandon Moreno. Estou tentando me concentrar no meu condicionamento. Quero estar mais forte do que nunca e quero exercícios aeróbicos melhores do que nunca, então você precisa assistir ao próximo jogo. Estou trabalhando muito para exercitar meu corpo e condicionamento.

Embora Brandon Moreno tenha passado a segunda parte de sua carreira no UFC, a trajetória de desenvolvimento de Daveson Figuerédo na organização é quase perfeita. Ele conquistou quatro vitórias consecutivas no primeiro jogo do UFC e depois perdeu para a Formiga. Depois disso, derrotou Alexander Pantoha, Tim Elliott e Joseph Benavides duas vezes e conquistou o cinturão na segunda partida. Depois finalizou Alex Perez na primeira defesa até empatar com Moreno.

O lutador mexicano acredita que, se vencer os brasileiros, não há garantia de que haverá uma trilogia entre eles. Tudo depende de como a batalha terminará em 12 de julho. Ele prometeu que fará tudo o que puder para que ninguém anseie por um novo encontro.

-No caso, as pessoas podem esperar pela trilogia. Mas preciso acabar com a competição com essa pessoa. Eu preciso consertar esse cara. Quero ser campeã e estou trabalhando muito. Eu sou muito jovem, tenho 27 anos, mas como jogador profissional já tenho 10 anos, me envolvo neste esporte aos 15 anos, tenho muito trabalho, só sonho com um cinto na cintura . Eu só preciso terminar esse cara. Se a batalha for realmente difícil, entramos no quarto e no quinto round, mas eu eliminei. Obviamente as pessoas podem querer assistir a terceira batalha. Mas se eu conseguir acabar com esse cara na primeira e na segunda rodadas, podemos acabar com a competição aí.

UFC 263

12 de junho de 2021, em Glendale (EUA)
CARD DO EVENTO (23h, horário de Brasília):
Peso-médio: Israel Adesanya x Marvin Vettori
Peso-mosca: Deiveson Figueiredo x Brandon Moreno
Peso-meio-médio: Leon Edwards x Nate Diaz
Peso-meio-médio: Demian Maia x Belal Muhammad
Peso-meio-pesado: Paul Craig x Jamahal Hill
CARD PRELIMINAR (19h15, horário de Brasília):
Peso-leve: Drew Dober x Brad Riddell
Peso-meio-pesado: Eryk Anders x Darren Stewart
Peso-mosca: Lauren Murphy x Joanne Calderwood
Peso-pena: Movsar Evloev x Hakeem Dawodu
Peso-galo: Pannie Kianzad x Alexis Davis
Peso-leve: Frank Camacho x Matt Frevola
Peso-pena: Chase Hooper x Steven Peterson
Peso-leve: Fares Ziam x Luigi Vendramini
Peso-pesado: Carlos Boi x Jake Collier

 

Saiba os bastidores das lutas de ‘Do Bronx’ e Figueiredo

Os campeões peso leve e leve do UFC falam sobre a vida do campeonato, expectativas de batalhas futuras e revelam seus planos para o futuro. Análise do programa fonte UFC x Garbrandt

O Fighting World No. 139 venceu apenas dois dos três campeonatos brasileiros do UFC nesta semana. Charles do Bronx e Deiveson Figueiredo conversaram com Marcelo Russio, Zeca Azevedo e Luciano Andrade sobre suas carreiras e o cinturão leve e leve do UFC, que ajudou a levar o país ao título mais alto da organização (quatro, ao lado de Amanda Nunes).

Quando questionado se ele estava consciente quando seu rosto estava em uma forma octogonal e movendo a cabeça para a esquerda e para a direita, ou se ele perdeu a consciência durante a batalha, Charles do Bronx garantiu que ele estava totalmente consciente.

-Estamos estudando demais o Chandler, sabemos que nos primeiros dois minutos ele tocava a nuca, suas mãos eram muito pesadas, e ele sempre tocava a nuca. Por isso me mudei muito para lá, o que dificultou a luta dele. Ele apontou o dedo para mim e acertou a nuca, mas quando o assalto acabou, me levantei na frente dele e fui direto para o meu canto. Se estou tonto, não vou erguer os olhos como antes. Eu estava sentado no banco e lembro do Macaco me dizendo: “respira e escuta”. Isso é o que eu fiz.

Por outro lado, Deiveson Figueiredo revelou que teve um grande problema médico na madrugada de sexta-feira e que a batalha com Brandon Moreno ficou muito aquém do seu potencial.

-A verdade é que tenho fortes dores abdominais de quinta a sexta pela manhã. Estou muito pesado e durmo muito pouco porque tenho muito gás à noite. Bati em um objeto pesado, mas continuei com mau desempenho e a situação piorou após a hidratação. Tive que ir ao hospital e até tive que lavar porque o banquinho estava quebrado. Me sinto melhor, vou para a cama às 5 da manhã e acordo às 9 da manhã para me aquecer para o jogo. Agora estou 100% e quero eliminar o Moreno. Vou nocautear no primeiro round – o campeão disse que vai jogar a revanche no dia 12 de junho.

Khabibi faz bem do brasileiro Do Bronx, mas acha que ele não vai longe

Khabib elogiou Do Bronx, mas se sentiu pessimista com a regra do peso leve do brasileiro Aposentada, a lenda surgiu após a conquista das brasileiras, porém, em breve haverá um novo campeão A lenda do MMA Khabib Nurmagomedov finalmente se mostrou ao vencer Charles Dobronx com um peso leve (até 70,3 kg). O ex-campeão do grupo, o russo aposentado, elogiou o brasileiro pelo tratamento cruel a Michael Chandler no UFC 262. No entanto, a “Águia” não está otimista quanto ao domínio paulista neste setor.

Parece (Charles) que ele ganhou oito jogos seguidos, e muitos jogos terminaram muito rapidamente. Pelo que eu sei, ele jogou apenas cinco rodadas contra Tony Ferguson. Acho que Charles do Bronx é um campeão merecido. Um grande número de inscrições, um grande número de registros do UFC. Se Michael Chandler ganhasse, seria uma pena. Jogou duas partidas no UFC e se tornou o campeão? Se isso acontecer, haverá um problema. Charles evoluiu muito. É digno de todo esse sucesso. Estou feliz por ele “, disse Habib.

Embora não esconda sua admiração pelas conquistas dos brasileiros, Nurmagomedov não esconde sua crença de que os brasileiros estão nessa categoria há pouco tempo. Para o ex-campeão, ainda em 2021, o torcedor do UFC terá mais uma pessoa no cinturão para conquistar o campeonato. “Quando Islam Makhachev (parceiro de treino de Habib) chegar ao topo do ranking, Charles Dobronx não será mais o campeão. Espero que ele entenda bem minhas palavras. Eu o respeito, ele é digno do campeonato.

Mas quando chegar a hora do Islã, aí está Vai ser um campeonato novo, e este ano. Na minha opinião, o campeonato será o Dustin Poirier “, finalizou. Aposta de Nurmagomedov nesta temporada, Poyril foi o campeão interino da categoria em 2019, quando o russo foi suspenso devido ao caos causado pelo jogo de 2018 com Connor McGregor. No entanto, os americanos não conseguiram lutar pela unidade. Título, apresentado por’Águia ‘, no UFC 242.

Atrás apenas de Do Bronx no ranking dos leves, Poirier tem compromisso marcado no Ultimate. Em 10 de julho, o norte-americano fará a trilogia histórica contra o ‘Notório’ e uma vitória pode colocá-lo na condição de desafiar o novo campeão.

Spider é eleito por Jon ‘Bon’ Jones como o maior da historia se tratando de brasileiro.

Desde fevereiro de 2020, Jon Jones não luta, e está constantemente atualizando sua rede social, incluindo seu histórico de treinos ou onde promove o esporte. Na última quinta-feira (27), “Bone” fez uma sessão de perguntas e respostas com seus seguidores e deu início ao jogo. Aliás, o ex-campeão meio-pesado do UFC (93kg) solucionou as dúvidas dos fãs sobre o maior lutador da história do Brasil.

Em sua conta oficial no Twitter, Jones não hesitou em nomear Anderson Silva como o principal lutador do Brasil. Vale lembrar que Bones tem uma longa história de adoração por “aranhas”. O ex-campeão meio-pesado do UFC admitiu ser fã do primeiro.

“(Anderson) Silva sempre será meu herói. Posso tê-lo visto lutando por mais de 100 horas”, escreveu o ex-campeão meio-pesado do UFC. Anderson Silva, de 45 anos, é um ícone do mundo das artes marciais.

Em seu apogeu, o brasileiro marcou uma nova era para o UFC. “Spider” conquistou o título dos médios logo após a estreia da empresa e o defendeu dez vezes. Não é à toa que esse veterano é considerado pela comunidade do MMA uma das figuras mais famosas da história do esporte. Suas principais vitórias neste esporte foram contra Chael Sonnen (duas vezes), Dan Henderson, Demian Maia, Derek Brunson, Forrest Griffin, Rich Franklin (duas vezes) e Vitor Belfort.