Yan Cabral se inspira em campeão para nova vitória no UFC

208
Recuperado da cirurgia no joelho, lutador da Nova União tem em Rafael dos Anjos um espelho para evoluir e superar K.J. Noons em Goiânia.

Yan Cabral está pronto para voltar ao octógono do UFC. Após ser forçado a deixar o duelo contra Mairbek Taisumov por lesão no joelho esquerdo, em janeiro deste ano, o atleta da Nova União está recuperado e encara K.J. Noons no dia 30 de maio, no UFC Fight Night 67, em Goiânia, seu segundo desafio na categoria peso-leve (até 70,7kg) da organização. Para alcançar também o segundo triunfo na divisão, Yan busca inspiração na evolução do jogo em pé de Rafael dos Anjos, atual campeão da categoria.

Especialista em jiu-jitsu como o dono do cinturão entre os leves, Yan Cabral intensifica nos treinos de boxe, especialidade de seu oponente. Além do MMA, Noons também tem experiências profissionais na nobre arte e kickboxing. Nos ringues, o norte-americano lutou 13 vezes, vencendo 11 duelos e sendo derrotado em duas ocasiões. Na Nova União, o brasileiro prepara uma estratégia para trocar golpes de pé, mas sem esquecer do grappling.

“Quero mostrar minha evolução na trocação. Sei que ele é um nocauteador, mas quero me testar. Lógico, sem esquecer do meu jogo agarrado e de chão. Me inspiro bastante no Rafael dos Anjos, com quem já disputei muito campeonato de jiu-jitsu e que teve uma evolução grande na luta em pé e no wrestling. Se tornou um atleta completo e, por isso, é o campeão. É o que eu busco também”, comenta o carioca.

Yan Cabral debutou no UFC competindo entre os meio-médios (até 77,5Kg). Foram duas lutas na divisão, uma vitória sobre David Mitchell na estreia e um revés diante Zak Cummings, no que também foi a primeira derrota no cartel profissional. Em outubro do ano passado, finalizou o japonês Naoyuki Kotani no UFC 179, já pela nova categoria.

“Perdi peso com tranquilidade para lutar nos leves. Fiz um trabalho específico para não sentir tanto a diferença dos meio-médios para os leves. Comigo, missão dada é missão cumprida, e já estou com uma dieta para chegar bem no UFC em Goiânia. Estou muito confiante para vencer mais uma, e a confiança é fundamental na luta”, avisa.

Foco na vitória e no Top 15

Com um cartel de 12 vitórias e apenas uma derrota, Yan Cabral visa novos e árduos desafios no futuro. O lutador acredita que, com um triunfo sobre K.J.Noons, a organização já poderá marcar um combate contra um dos atletas ranqueados entre os 15 melhores da divisão.

“Essa vai ser a minha luta mais dura do UFC. Vencendo dois ou três combates em sequência, já posso pegar um atleta Top 15 ou Top 10. Estou chegando agora na categoria, o Brasil tem o campeão e bons nomes que brilham a cada evento, como o Gilbert Durinho, o Léo Santos, mas confio no meu jogo para crescer no peso. Essa rotatividade com o cinturão é boa para dar ainda mais energia para quem quer chegar lá também. Acaba motivando todo mundo”, analisa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here