Renan Barão relembra trajetória vitoriosa no UFC e promete surpreender TJ Dillashaw

201

Potiguar aposta na boa preparação para recuperar o título dos galos neste sábado, dia 25 de julho, diante do lutador que lhe tirou invencibilidade de 33 lutas na carreira.

Ex-campeão do galos, Barão vai para sua nona luta no Ultimate / Foto: Felipe Fiorito/Garra Comunicação

Há pouco mais de um ano e três meses, no dia 24 de maio de 2014, Renan Barão perdia, surpreendentemente, o cinturão peso-galo (até 61,2kg) do UFC para TJ Dillashaw, depois de três defesas bem-sucedidas e 33 lutas invicto. Neste sábado, dia 25 de julho, o atleta da Kimura Nova União terá sua aguardada revanche contra o rival, na luta principal do UFC on FOX 16, em Chicago, nos Estados Unidos, e para isso realizou longa e intensa preparação no Rio de Janeiro, que o deixam cheio de confiança para “sobrar” técnica e fisicamente no octógono.
A revanche chegou a ser marcada para agosto de 2014, no UFC 177, mas um problema no corte de peso no dia da pesagem tirou Renan Barão do evento. TJ Dillashaw então enfrentou Joe Soto e venceu por nocaute técnico no quinto round, enquanto o brasileiro foi escalado para fazer uma luta contra Mitch Gagnon, no UFC Fight Night 58, no mês de dezembro, em Barueri (SP). A finalização por katagatame o credenciou a disputar novamente o título, aumentou a motivação e estimulou uma nova preparação na Nova União para derrubar o atual campeão.
“Agora é a minha vez de surpreendê-lo. Na primeira luta entre nós ele foi melhor e eu realmente não esperava aquele ritmo forte e ágil desde o início. Dessa vez eu estou no meu auge físico e técnico e pretendo sobrar no octógono, diferentemente daquela luta, que tive metade do tempo para me preparar e não fui o Barão que todos conhecem. Desde então, só penso nessa luta, 24 horas por dia, e tenho certeza que dessa vez a história vai ser diferente. Vou ser agressivo, andar para frente e provar a todos que duvidaram que eu sou o melhor da categoria”, confia o atleta, nascido no Rio Grande do Norte e cria do mestre Jair Lourenço, na Kimura Nova União.
Aos 28 anos, Renan Barão possui um dos cartéis mais impressionantes do MMA, com 33 vitórias e apenas duas derrotas na carreira. No extinto WEC, foram duas vitórias por finalização, e da mesma forma venceu mais três vezes no UFC, desde sua estreia, em 2011, além de duas por nocaute técnico e três na decisão unânime dos juízes laterais. Entre conquista e defesa de cinturão interino e linear, Barão sempre encheu os olhos dos fãs e diretoria, mas se viu em xeque depois da derrota para TJ Dillashaw. As críticas se tornaram combustível na sua preparação e ele se apega a essa memória recente de grandes triunfos para voltar a vestir o cinturão.
“Durante esse tempo me preparando, pensei muito sobre as falhas e no que eu poderia melhorar no meu jogo. Todos os dias, antes de treinar, eu lembro de tudo que já passei na minha carreira e no UFC para chegar até o posto que ocupo hoje, e procurei transformar isso em confiança para estar no meu auge e pronto para vencer o Dillashaw. Sempre lutei me divertindo, com a certeza de que estava dando meu melhor, e é esse espírito que vou recuperar para esse combate”, afirma.
Provocações de adversário não intimidam
Depois do primeiro encontro entre Barão e Dillashaw, tornou-se rotina ver o norte-americano dando declarações polêmicas à mídia sobre o brasileiro. Dono de um estilo mais calado e sempre fugindo do “trash talk”, Barão chegou a responder o rival em algumas oportunidades, mas com a proximidade do duelo, voltou a ignorar as provocações, para se focar apenas na luta. 
“Eu já falei isso algumas vezes e vou repetir: falar, até papagaio fala, e eu não estou nem aí para o que o TJ está falando. Eu nunca conquistei nada falando e não vai ser agora que isso vai acontecer. Meu foco está todo nas características de jogo dele e como nosso combate vai se desenrolar. A parte da provocação eu deixo para ele e vamos ver se ele ainda vai ter alguma coisa para falar depois da luta”, encerra o potiguar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here