Nocautes e finalizações marcam estreia do Imortal FC

183

Das 17 lutas do show, 12 terminaram antes do último soar do gongo; público lota ginásio e vê Leonardo Leleco superar Rick Monstro na principal luta da noite.

Vina prepara a bela queda que abriu caminho para a vitória – Foto: Marcio Valle/Imortal FC

O Imortal Fight Championship estreou no cenário nacional do MMA com uma grande edição, diante de três mil espectadores no ginásio Ney Braga, em São José dos Pinhais, no Paraná. Com um total de 17 combates, os fãs foram presenteados com seis nocautes e seis finalizações, além de quatro lutas definidas pelos juízes laterais e um empate. Na principal luta do card, Leonardo Leleco venceu Rick Monstro, ex-lutador do UFC, por pontos. O Imortal FC realiza seu segundo show no dia 8 de agosto, em Paranaguá, também no Paraná.
“Tivemos uma noite inesquecível com a primeira edição do Imortal FC. Grande estrutura, lutas de alto nível técnico e lutadores com vontade de dar show. Porém, para nós, isso é apenas o começo. Vamos melhorar ainda mais para o Imortal FC 2, trazer mais novidades e lotar o ginásio em Paranaguá, que comporta mais gente do que tivemos em São José dos Pinhais. Chegamos para ficar”, avisou Stefano Sartori, presidente do evento.
Uma das novidades da franquia para sua primeira edição estava no anúncio de cada lutador. Lenne Hardt, lendária announcer do extinto Pride, apresentava cada atleta, que descia de elevador até a passarela que o conduzia até o cage. A voz da locutora norte-americana despertou um sentimento nostálgico em Cristiano Marcello, líder da CM System e que lutou pelo evento japonês, presente com três atletas no evento. “Eu não sabia que ela havia gravado a apresentação dos lutadores e fiquei emocionado. Assim que ouvi a voz dela, logo voltei no tempo. Fiquei arrepiado”, contou.
Na principal luta da noite, Leonardo Leleco aumentou a sequência de vitórias para quatro despachando Rick Monstro, que fez sua primeira luta após passagem pelo UFC. Após bom início de Monstro, o baiano resistiu à pressão e respondeu com um knockdown, ainda no primeiro round. Nos outros dois assaltos, o ritmo intenso da etapa inicial deu lugar à uma luta cadenciada por ambas as partes, mas favorável a Leleco. Ao final dos três rounds, vitória por decisão dividida, a 11ª em um cartel com 13 lutas – completam um revés e um No Contest.
Vina, Jennifer Maia e Killys Mota brilham com nocautes
Escalado na co-luta principal do Imortal FC, Marcos Vinicius Vina confirmou a boa fase que vive e venceu a terceira consecutiva na carreira. Ex-lutador do UFC, o paranaense teve pela frente o argentino Eneas Gringo e triunfou de maneira incrível, em apenas 51 segundos de luta. Com uma queda plástica, Vina abriu caminho para o nocaute no ground and pound. “As derrotas que tive me ajudaram a reencontrar o guerreiro que tenho dentro de mim”, bradou.
No outro desafio internacional da noite, Jennifer Maia passou pela peruana Stephanie Bragayrac. Oriunda do muay thai, Jennifer encontrou o caminho para a vitória justamente em sua arte marcial de origem. Escapando do jogo agarrado que a peruana procurava, a brasileira conectou dura joelhada na altura do abdômen, derrubando sua oponente em nocaute, no segundo round.
Quem não precisou de tanto tempo para nocautear foi Killys Mota. Em apenas 14 segundos, o invicto lutador (cinco lutas e cinco vitórias) mandou Diego Vargas à lona. Johnny Walker e Bruno Oliveira, além de Felipe Machado no Desafio de Muay Thai do evento, elevaram o número de nocautes na noite, sobre Ricardo Pandora, Eduardo Wellington e Diego Shaolin, respectivamente.
João Zeferino encabeça lista de finalizações do Imortal FC
Os fãs da arte suave tiveram motivos para sorrir assistindo ao show inaugural do Imortal FC. Seis belas finalizações fizeram a alegria dos espectadores. Na mais rápida delas, em menos de um minuto e meio de luta, João Zeferino comemorou sua quinta vitória desde que deixou o UFC em cinco lutas. Para isso, ajustou o mata-leão em Juliano Kuririn. “Quando cheguei no ginásio, senti que estava em um caldeirão, e prometi para mim mesmo que daria um show para vocês. Espero que tenham gostado”, contou o catarinense.
Também pelo card principal do show, Geraldo Luan Santana virou para cima de Marcos Pirata e finalizou com um belo triângulo, no segundo round. Na mesma etapa, só que fechando o card preliminar, Gustavo Wurlitzer levantou sua grande torcida presente no ginásio arrancando os três tapinhas de David Valente, na guilhotina. Com mata-leão, Antônio Paulo Nego e Junior Cesar finalizaram, respectivamente, Jackson Miranda e Cristiano Diniz. Já Isabelly Varela usou o arm-lock para decretar sua vitória sobre Priscila Ferreira, ainda na etapa inicial.
Ex-lutador do UFC, Delson Pé de Chumbo só comemorou seu triunfo ao final dos três rounds. Por decisão unânime dos juízes laterais, ele levou a melhor sobre Julio Gaúcho. Da mesma forma, Rafael Saddam bateu Everson Toniazzo, enquanto Naldo Silva superou Arivaldo Carniça na decisão dividida. Sérgio de Fátima e Cleiton Caetano empataram nas papeletas após três rounds de muito equilíbrio.
Imortal FC – Resultados Oficiais
Card Principal
Até 93kg: Leonardo Leleco venceu Rick Monstro por decisão dividida dos juízes laterais
Até 66kg: Vinicius Vina venceu Eneas Gringo por nocaute técnico aos 51 segundos do primeiro round
Até 84kg: Delson Pé de Chumbo venceu Julio Gaúcho por decisão unânime dos juízes laterais
Até 57kg: Jennifer Maia venceu Stephanie Bragayrac por nocaute técnico aos 2:07 do segundo round
Até 70kg: João Zefernino finalizou Juliano Kuririn com um mata-leão a 1:29 do primeiro round
Até 77kg: Geraldo Luan Santana finalizou Marcos Pirata com um triângulo aos 2:49 do segundo round
Até 61kg: Naldo Silva venceu Arivaldo Carniça por decisão dividida dos juízes laterais
Card Preliminar
Até 66kg: Gustavo Wurlitzer finalizou David Valente com uma guilhotina aos 3:20 do segundo round
Até 70kg: Antônio Paulo Nego finalizou Jackson Miranda com um mata-leão aos 2:18 do segundo round
Até 63kg: Felipe Machado venceu Diego Shaolin por nocaute técnico aos 2:03 do terceiro round
Até 57kg: Isabelly Varela finalizou Priscila Ferreira com um arm-lock aos 3:41 do primeiro round
Até 80kg: Sergio de Fátima e Cleiton Caetano empataram
Até 70kg: Rafael Saddam venceu Everton Toniazzo por decisão unânime dos juízes laterais
Até 70kg: Killys Mota venceu Diego Vargas por nocaute aos 14 segundos do primeiro round
Até 93kg: Johnny Walker venceu Ricardo Pandora por nocaute técnico aos 3:20 do primeiro round
Até 57kg: Bruno Oliveira venceu Eduardo Wellington por nocaute técnico a 1:29 do primeiro round
Até 93kg: Junior Cesar finalizou Cristiano Diniz com um mata-leão aos 4:01 do primeiro round

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here