Erick Silva aposta em peso menor e amigos para vencer no TUF Finale

182

Erick Silva debutou no UFC de maneira impressionante, conseguindo três performances arrasadoras que lhe renderam a alcunha de fenômeno, mas acabou vendo seu objetivo de entrar no top-10 da categoria meio-médio adiado com a derrota para Jon Fitch, no UFC Rio III, em outubro do ano passado. Uma lesão antes do UFC 156, em fevereiro, atrasou ainda mais seu retorno, que acontecerá finalmente no dia 8 de junho, contra Jason High, no TUF BR Finale, em Fortaleza (CE), no mesmo card da final do reality show.

Na luta contra Fitch, Erick Silva teve uma nítida queda na resistência no terceiro round. O motivo foi um erro no processo de corte de peso que o obrigou a tirar cerca de 10kg apenas um dia antes da pesagem oficial. A um mês de retornar ao octógono, o capixaba revela estar seguindo uma preparação diferente, se mantendo mais leve, para vencer mais facilmente a balança em Fortaleza, vencer novamente e voltar a sonhar com o topo da categoria.

“Sofri muito naquele dia e agora optei por ficar mais leve. Para se ter uma ideia, estava com 87kg na véspera da pesagem (do UFC Rio III) e agora, com um mês e meio para a próxima luta, estou na casa dos 85kg, 86kg. Os treinamentos estão me ajudando muito nisso, o trabalho do Josuel Distak e do Rogério Camões (líderes da X-Gym) e os treinos no Team Nogueira estão bem diversificados e me colocando em forma. Tenho feito muito jiu-jitsu com o Bruno Frazatto e wrestling com o Khetag Pliev, além de boxe com o Edelson Silva”, conta o atleta.

Erick Silva estava inicialmente escalado para enfrentar John Hathaway, mas uma lesão de seu adversário obrigou o UFC a substituí-lo por Jason High. “Fizemos os treinos para o Hathaway, mas mudou a luta e tivemos que analisar o Jason High. Ele é um wrestler muito duro, mas não importa, o mais importante é que meus treinos estão sendo 100% e já vi os pontos fortes e fracos dele. Estarei muito bem preparado e super confiante”, afirma.

Além da motivação de lutar no Brasil mais uma vez, Erick Silva ainda terá o prazer de estar no mesmo card de grandes amigos. Rodrigo Minotauro faz a luta principal do card contra Fabrício Werdum e Rafael Feijão medirá forças com Thiago Silva.

“Sempre é bom lutar no Brasil, ter a torcida vibrando pela gente, gosto bastante disso. Ainda mais com esse card. É uma honra poder lutar outra vez no mesmo dia que o Minotauro e agora que o meu melhor amigo, o Feijão. Ainda tem o Rony Jason e o Braga Neto, que treinam com a gente no Team Nogueira. Estamos todos na mesma vibração positiva e animação e contamos com os fãs”.

“Sempre é bom lutar no Brasil, ter a torcida vibrando pela gente, gosto bastante disso. Ainda mais com esse card. É uma honra poder lutar outra vez no mesmo dia que o Minotauro e agora que o meu melhor amigo, o Feijão. Ainda tem o Rony Jason e o Braga Neto, que treinam com a gente no Team Nogueira. Estamos todos na mesma vibração positiva e animação e contamos com os fãs”.

Fonte: MMA Space

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here