Allan Puro Osso lamenta derrota no XFCi 9 e espera lutar novamente pelo título

179
Peso-mosca revê luta pelo cinturão, promete trabalhar mais as defesas de queda, mas acredita que desempenho deixou margem para um resultado diferente.
Foto: Fusion Photography

Após ver e rever a luta que atrapalhou o sonho de conquistar o cinturão do XFC, Allan Puro Osso já sabe exatamente quais pontos a melhorar em seu jogo para não deixar passar novamente a chance de ouro escorrer pelas mãos. O paulistano perdeu, em casa, no XFCi 9, realizado no último dia 15 de março, o título dos pesos-moscas (até 56,7kg) para o brasiliense Bruno Macaco, por decisão unânime dos juízes laterais. Ele promete trabalhar mais a defesa de quedas, o wrestling e garante: a terceira derrota, em 17 lutas na carreira, já ficou no passado.

O revés, em uma das melhores lutas da história do evento, causou muita insatisfação à sua equipe, a Chute Boxe Diego Lima. Allan compartilha da opinião de que o combate foi muito parelho e que poderia ter saído com o braço erguido, mas evita entrar em discussões sobre o resultado. Ele quer apenas entrar novamente em ação no hexágono, seja contra o atual campeão ou contra alguém que possa leva-lo novamente a uma disputa de título.

“Muita gente falou para mim que ganhei, muita gente falou que eu perdi. Mas, na verdade, eu só fiquei em situação complicada quando ele pegou no mata-leão. A guilhotina estava frouxa e eu estava tranquilo que iria sair”, analisa. “Com certeza essa luta ficou engasgada e tenho certeza que vou ganhar o cinturão do XFC. Agora quero lutar sempre contra os melhores e em combates que me levem ao cinturão. Entendo que o Bruno não queira dar a revanche, mas deixo para o XFC escolher meu próximo adversário, e se os organizadores casarem a luta, ele vai ter que entrar no hexágono”.

Depois de vencer um chileno, um brasileiro e um ucraniano em suas três lutas pelo XFC, antes de ter a chance de disputar o cinturão peso-mosca, Allan sentiu o gosto amargo da derrota no “quintal de casa”, já que o XFCi 9 foi realizado no ginásio do São Paulo Futebol Clube, com mais de mil pessoas ao seu lado. Puro Osso já voltou à sua rotina de treinamentos na academia Chute Boxe Diego Lima, em São Paulo, e promete corrigir as falhas para não dar margem de dúvidas à arbitragem numa futura luta.

“Eu revi a luta mais para observar as falhas que cometi diante do adversário. Fui agressivo o tempo todo, o público presente no ginásio estava ao meu lado, porém, acho que tive problemas no wrestling, na parte da defesa de quedas, e acabei caindo de costas no chão. Acho que foi uma luta parelha, o resultado poderia ser favorável para qualquer um, mas tudo bem. Para mim, já virou passado”, afirma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here