Vem Na Mão | Uma porrada de notícias sobre o mundo MMA

Voltar ao topo

Notícias

X-Fight 13: Marcus Jon Jones surpreende com nocaute arrasador e se torna o campeão do GP até 77kg

Evento consagrou Oton Jasse e Gabriel Brasil como vencedores dos torneios; Cisco é desclassificado com joelhada ilegal e Daniel Chicão fica com título até 93kg.

283048_602890_jon_jones

Marcus Jon Jones é carregado após brilhante nocaute em Devani Martins / Foto: Mario Ricci

Como não podia ser diferente, o X-Fight 13 foi um show para os amantes de MMA e em especial para os fãs de Matão, no interior de São Paulo. Na noite desta sexta-feira, dia 13 de maio, no Ginásio de Esportes Décimo Chiozzini, quatro campeões dos GP’s iniciados em 2015 foram conhecidos. O grande destaque ficou por conta de Marcus Jon Jones, que nocauteou com maestria Devani Martins, ainda no primeiro round, na categoria até 77kg, e deixou o cage com o título surpreendente. Na luta principal, Lucas “Cisco” Rosa foi dominado por Daniel Chicão nos dois primeiros rounds e ainda foi desqualificado aos 47 segundos do terceiro assalto por uma joelhada irregular e desleal no rival. Assim, o Chicão sagrou-se o campeão do GP até 93kg.

O evento ainda consagrou Oton Jasse, na categoria até 70kg, e Gabriel Brasil, na divisão até 61kg, como vencedores dos torneios, que os colocam como postulantes ao cinturão. Na luta especial, que brindou o público em Matão e encerrou o show, nas regras do K-1, Luan Gazetta e Ney Figueiredo deram um show de trocação. Melhor para Gazetta que dominou o combate e foi declarado campeão na decisão unânime.

“O show levantou o público e mostrou a força do MMA brasileiro. Foram lutas disputadas, com muito talento demonstrado por todos os lutadores. Os campeões, os vencedores e os participantes estão todos de parabéns”, celebra o organizador Francisco “Chicão” César.

“A cidade de Matão nos recebeu de braços abertos e não podíamos dar para eles um evento que não tivesse a qualidade como o desta noite. Prometemos ainda muitos shows pelo Brasil”, completa.

Jon Jones dá show na trocação e Chicão domina no solo

A grande vitória da noite aconteceu no duelo entre Marcus Jon Jones e Devani Martins. O primeiro especialista em kickboxing, enquanto o segundo é referência na arte suave. Contudo, a mão pesada e a velocidade de Jon Jones foram cruciais. Com apenas 1min e 47seg, o atleta de São Paulo desferiu diversos socos desde o primeiro segundo de duelo e derrubou Devani com uma sequência muito forte de golpes, que obrigou o árbitro central a interromper prematuramente o combate. Considerado azarão, Marcus Jon Jones, que foi eliminado no GP até 70kg no ano passado, deixou o cage com o título de uma categoria acima e ainda pediu uma revanche contra Oton Jasse, campeão da divisão abaixo também nesta noite, e de quem perdeu a luta na edição anterior por desqualificação – joelhada ilegal.

Na luta principal da noite, uma nota triste. Daniel Chicão foi declarado campeão da categoria até 93kg, depois de uma joelhada irregular e desleal de Lucas “Cisco” Rosa no início do terceiro round. Até então, Daniel vinha dominante sobre o rival, em uma luta predominantemente realizada no solo, e entrou com a estratégia de administrar a vitória nos últimos cinco minutos. Contudo, em um momento que estava na posição chamada de quatro apoios, viu Lucas Cisco desferir a joelhada no lado esquerdo do rosto, que o levou à lona. O árbitro central interrompeu confronto imediatamente e os médicos foram acionados. Chicão teve que deixar o Ginásio de Esportes de maca, imobilizado, e foi conduzido diretamente ao hospital. A organização do X-Fight está prestando todo o atendimento necessário ao atleta.

Gabriel Brasil e Oton Jasse conquistam GP’s com boas atuações

Na primeira disputa de cinturão, na categoria até 61kg, Gabriel Brasil deixou o cage com o título do GP da divisão, depois de uma das lutas mais equilibradas do evento. Em um combate que alternou uma boa trocação franca em alguns momentos e grande desenvoltura no solo, Gabriel levou vantagem e ficou com o título nas papeletas dos juízes laterais, após o término dos três rounds.

Já no combate que valia o título do torneio da divisão até 70kg, Oton Jasse sagrou-se campeão finalizando de forma magistral Rodrigo Pereira com um triângulo de mão invertido aos 2min e 5seg do primeiro round. Com as vitórias, ele e Gabriel Brasil se credenciam para a disputa do cinturão das respectivas categoria, assim como os outros vitoriosos dos torneios.

Nocaute em estreante e finalizações abrem o card

Na segunda luta da noite, uma reviravolta emocionante. Depois de perder os dois primeiros rounds, Claudinei Bertarello conseguiu derrubar Junior Hellboy e finalizou por mata-leão, o que levou o publico presente ao delírio. Estreante no MMA, Clayton Pinchieri não aguentou a mão pesada do rival Jackson Soares. Com dois socos potentes, Jackson levou o rival à lona com menos de dois minutos e chegou à sua segunda vitória em seu cartel, com apenas 20 anos e manteve sua invencibilidade. Na outra luta do card preliminar, Thiago Gaia chegou a sexta vitória em seis lutas ao finalizar Islan Galego com um bonito armlock.

X-Fight 13

Sexta-feira, dia 13 de maio de 2016
Local: Ginásio de Esportes Décimo Chiozzini
Endereço: Av. Bortolo Biava, 489/543 – Nova Matão, Matão SP
Horário: 20h (horário de Brasília)
Transmissão: Esporte Interativo

Card Principal – Finais

Daniel Chicão venceu Lucas “Cisco” Rosa após desqualificação (joelhada ilegal) e foi campeão do GP da categoria até 93kg
Marcus Jon Jones venceu Devani Martins por nocaute técnico aos 1min e 47seg do primeiro round e foi campeão do GP da categoria até 77kg
Oton Jasse venceu Rodrigo Pereira por finalização triângulo de mão invertido aos 2min e 5seg do primeiro round e foi campeão do GP da categoria até 70kg
Gabriel Brasil venceu Kaio Tavares na decisão unânime dos juízes laterais e foi campeão do GP da categoria até 61kg

Card Preliminar

Thiago Gaia venceu Islan Galego por finalização armlock aos 2min e 5seg do primeiro round
Claudinei Bertarello venceu Junior Hellboy por finalização mata-leão aos 2min do terceiro round
Jackson Soares venceu Clayton Pinchieri por nocaute aos 1min e 46seg do primeiro round

Special Fight K1 Rules – até 70kg
Luan Gazetta venceu Ney Figueiredo na decisão unânime dos juízes laterais e conquistou o cinturão até 70kg



Artigos Relacionados