Thales Leites encara Mousasi sonhando com novo duelo contra vencedor de Anderson x Bisping

10

Brasileiro faz co-luta principal do UFC Londres contra armênio e projeta triunfo para subir no ranking dos médios, em duelo que terá o retorno de Dedé Pederneiras ao seu córner.

O niteroiense tem pela frente o armênio Gegard Mousasi / Foto: Divulgação

O niteroiense Thales Leites hoje figura entre os dez melhores lutadores da divisão dos médios (até 84,3kg) do UFC. Mas o atleta da Nova União quer mais que o top 10. Neste sábado, dia 27 de fevereiro, em Londres, no UFC Fight Night 84, ele terá mais uma dura missão. O brasileiro sobe ao octógono para encarar o armênio Gegard Mousasi, que aparece uma posição à sua frente do ranking, na co-luta principal do evento. Uma vitória, no que depender do seu desejo, pode credenciá-lo para uma revanche contra o vencedor da luta principal da noite, entre Anderson Silva e Michael Bisping.
Para o confronto diante de Mousasi, o faixa-preta de jiu-jitsu chega com um cartel de 25 vitórias e somente cinco derrotas. Experiente assim como o armênio, que tem em sua carreira profissional 37 triunfos e seis reveses, o niteroiense já traçou uma estratégia para conquistar sua 11ª vitória em 14 duelos na franquia.
“Analisei todas as lutas dele. O chão pode ser o caminho, mas a luta começa em pé, vamos começar na trocação e desenvolver. Se der para finalizar ótimo, mas isso é consequência. Ele é um cara perigoso, vem da trocação, e tem como um dos principais pontos fortes a frieza durante as lutas. É um cara bem completo, até porque para estar no top 10 tem que ser assim. Acompanhei as últimas lutas dele, sabia que era um potencial adversário e estou pronto para vencê-lo”, analisa.
Em franca evolução na organização, Thales teve uma sequência de oito vitórias consecutivas – sendo cinco no UFC – interrompida em julho do ano passado. Na ocasião foi derrotado pelo próprio Michael Bisping, na decisão dividida dos juízes, em evento realizado na Escócia. Contra o Spider, Thales disputou o cinturão da divisão, em abril de 2009, e foi derrotado por decisão unânime. Mais maduro aos 35 anos, o atleta da Nova União ainda sonha alto no Ultimate e apesar de garantir foco total em Mousasi, vê um duelo contra o vencedor da luta principal deste sábado como um grande passo em busca do título.
“Quero sempre enfrentar os melhores e uma nova luta contra os dois seria uma excelente opção. Mas antes de pensar nisso tenho um grande desafio contra o Mousasi e meu foco está todo nele, se ganhar só assim vou pensar no que pode acontecer no futuro”, comenta, fazendo uma análise do combate: “Esse combate vai dizer muita coisa sobre a categoria, o Bisping cresce muito lutando em casa, muita gente menospreza ele, mas é um lutador que está ai no top 10 há um bom tempo. Todos os caras que ele perdeu são excelentes. Caso eu ganhe tem chances sim de pedir o vencedor do duelo entre Anderson e Bisping”, afirma.
Retorno de Dedé Pederneiras ao córner
A derrota no equilibrado duelo contra Michael Bisping, no ano passado, não foi acompanhada de perto pelo líder da Nova União, Dedé Pederneiras. Contudo, para o confronto com Mousasi, Thales Leites terá o “reforço” do treinador em seu córner, ao lado de seu mental coach, Gustavo Dantas.
“O Dedé é nosso líder e uma grande inspiração. Ele transparece calma e ajuda muito nos duelos. Tê-lo ao meu lado nesse confronto me dá a certeza que, dentro do octógono, vou absorver as dicas que ele passa. Não é à toa que é considerado um dos maiores treinadores de MMA do mundo. Será um diferencial para mim também”, comemora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here