Vem Na Mão | Uma porrada de notícias sobre o mundo MMA

Voltar ao topo

Notícias

Shooto Brasil 67: Ismael Marmota derrota Michel Demolidor e mantém título dos meio-médios

Goiano venceu revelação paraense depois de três rounds muito disputados; Walmir Bidu e Bruno Macaco triunfam bonito e levantam público.

imagem_release_800201

Foto: Felipe Fiorito

O Shooto Brasil realizou mais uma edição histórica na noite desta sexta-feira, dia 11 de novembro, no Clube Hebraica Rio, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O penúltimo evento de 2016 foi marcado por duelos emocionantes e manutenção de mais um título. Na luta principal da noite, Ismael Marmota venceu Michel Demolidor em combate muito equilibrado e manteve o cinturão peso-meio-médio (até 77,1kg) da organização. Os demais destaques ficaram por conta da aula de boxe do ex-UFC Walmir Bidu em duelo contra Francivaldo Nego e a bela finalização de Bruno Macaco sobre William Pitchula.

A luta mais esperada da edição 67 do Shooto Brasil foi também a mais disputada. O atual campeão dos meio-médios Ismael Marmota teve dificuldades para impor seu jogo em pé diante de Michel Demolidor, que investia na luta agarrada a todo o instante. Depois de sair atrás no primeiro round, Marmota conseguiu bons momentos em pé e mostrou porque é o campeão, chegando até a conectar um knockdown no segundo round após trocação franca. Ao final dos quinze minutos, o atleta da Nova União manteve o cinturão da divisão até 77kg por unanimidade em sua segunda defesa de título. Essa foi a 15ª vitória na carreira de Marmota, que não perdeu a oportunidade de pedir uma chance no maior evento de MMA do mundo.

“Estou muito feliz com o resultado, só quem me acompanha sabe o quanto eu trabalho para poder me apresentar em alto nível. O Michel vendeu caro a derrota e só tenho a agradecer à minha equipe e a todos que me acompanha no dia a dia. Eu tenho o sonho de entrar para o UFC, já bati na trave algumas vezes e sinto que estou no caminho. Espero que dessa vez dê certo e tenho fé que vou chegar lá”, projeta o goiano.

Walmir Bidu dá show de boxe e Bruno Macaco finaliza

Na co-luta mais importante da noite, o ex-atleta do Ultimate Walmir Bidu deu um verdadeiro show diante de Francivaldo Nego, irmão de Francisco Massaranduba, também do UFC. Com um boxe muito afiado, o baiano impôs um ritmo forte desde o início e abusou do jabs que castigaram o rosto do adversário. No fim do segundo round uma incrível sequência de golpes decretou o fim do duelo por nocaute técnico. Essa foi a segunda vitória seguida de Bidu desde que foi demitido do Ultimate, em 2015.

Outro a se destacar foi o especialista no jiu-jitsu e campeão mundial da modalidade sem quimono, Bruno Macaco, que fez o que dele se esperava no cage do Shooto Brasil. O brasliense da Nova União não deixou seu adversário William Pitchula respirar e após um primeiro assalto de amplo domínio no chão com lindas quedas e muita técnica de solo, conseguiu encaixar um belo mata-leão para colocar fim no combate no início do segundo round.

Os outros sete duelos do Shooto Brasil 67 foram marcados pelo equilíbrio. Entre combates terminados nas decisões unânimes e divididas apenas um acabou antes dos três rounds. No combate que antecedeu os três principais, André Polvo conseguiu uma bela finalização em cima de Luciano Palhano no assalto derradeiro. Os demais destaques foram os triunfos de Alvino Torres e Mario Pimba. O primeiro fez uma luta muito disputada diante de Jayme Cardoso e após três assaltos de trocação intensa levou a melhor na decisão dos juízes. Já Pimba fez valer todo seu conhecimento no jiu-jitsu para dar um show de arte suave e dominar Arthur Cesar durante todos os quinze minutos de confronto.

O ponto infeliz da noite ficou por conta do No Contest aplicado no duelo entre Aliston Cordeiro e Rauann Antunes após um golpe irregular, porém involuntário, aplicado por Rauann, que fez o árbitro central interromper o combate e declarar a luta sem resultado após revisão do juiz lateral via replay.

Shooto Brasil 67 – Resultados oficiais

Ismael Marmota venceu Michel Demolidor por decisão unânime
Walmir Bidu venceu Fracivaldo Soares por nocaute técnico aos 4min e 16 seg do segundo round
Bruno Macaco finalizou William Pitchula com um mata-leão a 1min e 28seg do segundo round
André Polvo finalizou Luciano Palhano com um triangulo aos 3min e 26seg do terceiro round
Alvino Torres venceu Jayme Cardoso por decisão dividida
Mario Pimba venceu Arthur Cesar por decisão unânime
Ronildo Augusto venceu Geraldo Cocão por decisão dividida
A luta entre Aliston Cordeiro e Rauann Antunes foi paralisada a 1min e 10seg do segundo round e declarada No Contest
Diego Daniel venceu Claudiney França por decisão dividida
Bruna Araújo venceu Gisele Barbosa por decisão unânime



Artigos Relacionados