Quando um campeão olímpico foi proibido de comer um cachorro quente

11

Muhammad Ali-Haj é um ex-pugilista norte-americano, considerado um dos maiores da história do esporte. Numa entrevista em 1971, que se tornou viral nos últimos dias, falou sobre o racismo nos EUA, em especial no dia em que foi impedido de comer um cachorro quente em um restaurante para “branco” em sua cidade natal simplesmente pelo fato de ser negro, mesmo depois de ter sido homenageado, dias antes, como herói nacional pela conquista de uma medalha de ouro nas Olimpíadas de Roma.
Entre algumas boas frases, em síntese, Muhammad Ali condenou os racistas ao ridículo e atraiu uma multidão ao debate:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here