Promessa do MMA feminino disputa cinturão do Kunlun Fight, na China

20

Foto: Divulgação

Uma das maiores promessas do MMA feminino nacional, Nayara Hemily Cascardo encara o desafio de lutar pelo cinturão do peso-palha (até 52kg) do Kunlun Fight, no dia 25 de fevereiro, na China. O combate será contra a atleta da casa Weili Zhang, atual campeã da categoria no evento, e dona de um cartel quase perfeito, com apenas uma derrota em sua estreia.

Vindo de três vitórias consecutivas, incluindo um triunfo na sua estreia internacional sobre a filipina Jennifer Olsim, no WSOF Global Championship, Nayara Hemily se mostrou bastante empolgada com a possibilidade de conquistar um cinturão internacional já em sua segunda luta fora do país.

“Estou extremamente feliz e honrada por conseguir disputar o título de um evento internacional de forma tão rápida. Só tenho que agradecer a oportunidade e dar o meu máximo para trazer o cinturão para o Brasil e provar que sou merecedora. Sei que é a grande oportunidade da minha vida e vou agarrá-la com unhas e dentes”, disse a mineira.

Apesar de alguns contratempos e do impressionante cartel de sua adversária, com dez vitórias e apenas uma derrota, a jovem lutadora do Team New Corpore garante que não se intimidará e, com a garra habitual, buscará a vitória do outro lado do mundo.

“Aceitei a luta em cima da hora. Só fechamos o contrato na última semana. Obviamente a preparação específica para a minha adversária fica comprometida. Ainda mais porque não conseguimos muitos vídeos dela para estudar, mas pelo cartel sabemos que a luta será dura. Bater o peso com pouco tempo de aviso também é complicado, mas eu vou passar por cima de todas as dificuldades e me superar rumo à vitória”, afirmou.

Confiante em suas habilidades, Nayara projeta do gongo final, visando evitar um possível favorecimento à sua adversária por lutar em casa e ser a atual campeã do Kunlun Fight.

“Sou uma lutadora completa, confio igualmente no meu chão e no meu jogo em pé. Vou para nocautear ou finalizar a minha adversária. Não quero deixar na mão dos juízes e correr o risco de perder por ela ser a campeã e estar lutando no país dela. Vou com sangue nos olhos para acabar com a luta o mais rápido possível e trazer esse cinturão para o Brasil”, concluiu Nayara.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here