Mackenzie Dern quer finalizar no Legacy FC 61

12

Fenômeno do jiu-jitsu entra em ação pela segunda vez no MMA profissional nesta sexta-feira, dia 14, contra a norte-americana Montana Stewart.

296362_648373_img_20160630_wa0057

Foto: Divulgação

Na primeira vez em que pisou num cage de MMA para lutar profissionalmente, Mackenzie Dern não deu chances para Kenia Rosas e estreou com vitória por pontos. Porém, os fãs aguardavam por uma finalização da melhor lutadora de jiu-jitsu na atualidade. Na ocasião, a oponente se defendeu muito bem dos ataques de solo, mas, agora, será diferente. Mackenzie Dern quer finalizar Montana Stewart nesta sexta-feira, dia 14 de outubro, pelo card principal do Legacy FC 61, em sua segunda luta profissional de MMA, esta válida pelo peso casado até 53,9 kg. O evento acontece em Dallas, no Texas, Estados Unidos, e terá transmissão ao vivo do canal Esporte Interativo a partir das 22h30 (horário de Brasília).

Pouco mais de dois meses após iniciar sua trajetória nas artes marciais mistas, Mackenzie Dern evoluiu em seus treinos de wrestling e trocação, além do jiu-jitsu. Para isso, disputou torneios da arte suave nos Estados Unidos e no Japão, mantendo o ritmo competitivo em meio ao camp. Aos 23 anos, ela sabe da responsabilidade que tem quando sobe no cage. Estrela do jiu-jitsu mundial, a expectativa dos fãs é de vê-la finalizando seus combates, e esse sentimento motiva a lutadora nos momentos mais difíceis da preparação.

“Eu sempre dou o melhor de mim nos treinos, sou motivada por natureza, mas saber que os fãs estão ansiosos por minha luta, minha apresentação, me deixa ainda mais animada para treinar e lutar muito bem. Durante o camp, tem momentos muito difíceis, então sempre penso nessa expectativa dos fãs para seguir firme e forte. Gostei da minha estreia, mas não consegui finalizar. Agora será diferente”, avisa a campeã mundial de jiu-jitsu e do ADCC em 2015.

E desta vez as coisas serão, de fato, diferentes. Se na luta passada a adversária também era estreante, em julho deste ano, agora, Mackenzie terá pela frente uma oponente mais experiente. Montana Stewart tem sete lutas profissionais, sendo cinco vitórias e duas derrotas. São quatro triunfos por finalização, o que fez a atleta da MMA Lab focar nos treinos de chão para não desperdiçar chances de encerrar a luta por finalização.

“Junto com meus treinadores, analisamos muito o jogo dela. Ela é mais alta que eu, já finalizou algumas lutas, então acreditamos que ela não terá receio de ir para o chão comigo e que vai querer trocar também. Treinei muito a trocação, estou pronta para fazer uma boa luta, mas não quero perder posição no chão. Sempre fui agressiva no jiu-jitsu, fui assim também na estreia, e agora não será diferente. Os fãs podem esperar uma Mackenzie com muita vontade de derrubar e finalizar a luta”, revela.

Evolução na trocação anima

O primeiro desafio no MMA não exigiu muita troca de golpes em pé por parte da atleta nascida nos Estados Unidos e com uma relação de amor com o Brasil por parte de seu pai, a lenda viva do jiu-jitsu mundial Megaton Dias. Contra Kenia Rosas, Mackenzie optou por derrubar e trabalhar nos ataques de finalização e no ground and pound. Para a nova luta, porém, a parte de trocação deva ser mais exigida, o que não atormenta a jovem lutadora.

“Tenho trabalhado bastante na MMA Lab para evoluir na trocação, e estou me sentindo mais confiante. Estou evoluindo nos treinos, aprendendo mais combinações, novas técnicas, então acredito que todos assistirão essa evolução na luta. Claro que não sou uma striker, longe disso, mas estou evoluindo (risos). O jiu-jitsu nunca sairá de mim. É a minha principal arma”, analisa.

Mackenzie Dern terá em seu córner John Crouch, head coach da equipe MMA Lab, Ben Henderson, ex-campeão do UFC e seu companheiro de treinos, e Maria Henderson, esposa de Ben, atleta de jiu-jitsu e uma das melhores amigas da lutadora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here