Vem Na Mão | Uma porrada de notícias sobre o mundo MMA

Voltar ao topo

Notícias

Mackenzie Dern aprova estreia no MMA profissional

Estrela do jiu-jitsu teve apresentação dominante contra Kenia Rosas na última sexta-feira, dia 22, pelo Legacy FC 58.

289544_624231_13698304_10153999561383863_9030314497190747157_o

Foto: Divulgação

Mackenzie Dern vai guardar para sempre em sua memória a data de 22 de julho de 2016. Na última sexta-feira, a musa estreou no MMA profissional e dominou os três rounds da luta contra a norte-americana Kenia Rosas pelo card principal do Legacy FC 58, em Louisiana, nos Estados Unidos. A performance demonstrada para conquistar o triunfo por decisão unânime dos juízes laterais foi aprovada pela lutadora, que almeja mais desafios no segundo semestre deste ano.

Campeã mundial de jiu-jitsu e do ADCC em 2015, Mackenzie Dern teve sua estreia no cage bastante aguardada pelos fãs da arte suave. A expectativa por uma finalização por pouco não se concretizou algumas vezes durante o combate, mas Kenia Rosas se defendeu muito bem, surpreendendo até a faixa-preta multicampeã nos tatames. Sem a finalização, o fato de ter lutado três rounds logo em sua primeira luta de MMA foi comemorado pela vencedora.

“Estou muito feliz com minha luta, foi uma sensação maravilhosa. Fiquei perto de finalizar logo no primeiro round e no finalzinho da luta, mas a menina se defendeu muito bem, sendo muito flexível. Não fiquei frustrada por não finalizar, o que acontece com alguns lutadores oriundos do jiu-jitsu, então achei melhor ir para o ground and pound, trabalhar meus socos, cotoveladas, coisas que eram novas para mim. Foi bom ter lutado os 15 minutos, um ótimo teste”, analisou Mackenzie.

Aos 23 anos, a representante da equipe MMA Lab confessou a famigerada sensação de “frio na barriga” antes de entrar em ação. Porém, a vasta experiência nas principais competições de jiu-jitsu contribuíram para que logo o sentimento fosse superado. “Quando cheguei na arena, estava ansiosa, sentindo aquele friozinho na barriga. Mas, quando subi no cage antes da luta, me senti muito bem, à vontade para lutar. Foi como me preparar para lutar jiu-jitsu”, explicou.

Passada a estreia, Mackenzie Dern quer mais. Na próxima semana ela já voltará aos treinos, buscando evoluir em alguns pontos. “Gostei da minha apresentação na luta, mas sei que posso melhorar muito no wrestling e na trocação. Não pude mostrar muito em pé, meus chutes, combinações, e espero fazer isso na próxima luta, quando estarei mais evoluída nessas áreas. Vou treinar bastante para me apresentar cada vez melhor, e já estou ansiosa para lutar novamente”.

Análise paterna pós-luta

Filha do carioca Megaton Dias, lenda viva do jiu-jitsu mundial, Mackenzie optou por não ter seu pai no córner pela primeira vez na carreira. A reação paterna com a possibilidade de ver a filha ser acertada no rosto ou por qualquer outro duro golpe era uma incógnita, e ambos concordaram com a distância na semana da estreia. Mas, após a glória da vitória, a lutadora teve sua atuação no solo analisada pelo mentor.

“Não tive meu pai no córner, mas fui muito bem orientada pelos treinadores da MMA Lab. Tive o apoio do Ben Henderson, do Randy Steinke e do John Crouch. Conversei com meu pai depois da luta e ele me orientou sobre umas posições no solo e umas quedas também, e foi ótimo. Ele também gostou muito da minha luta”, contou Mackenzie, orgulhosa de seu primeiro passo na nova e desafiadora carreira.

Sobre Mackenzie Dern

Mackenzie Dern é natural de Glendale, no Arizona, nos Estados Unidos, mas tem sua história ligada ao Brasil por conta da vida moldada pelos ensinamentos do jiu-jitsu brasileiro e por ser filha do carioca Megaton Dias, lenda viva da arte suave. Começou a praticar a modalidade aos 3 anos de idade, competindo já aos 6. Tornou-se faixa-preta aos 16 anos, e desde então trilhou uma carreira de sucesso nos tatames, conquistando o título mundial, mundial pro de Abu Dhabi e o ADCC, tudo em 2015. Em 2016, o foco de Mackenzie passou a ser o MMA profissional, e a representante da equipe MMA Lab estreou com vitória em seu novo desafio na carreira.



Artigos Relacionados