Jovens promessas do jiu-jítsu e do muay thai brilham na Copa West Fighter 2 anos

21

mt-lucielly-garcia-venceu-mary-kelly-foto-2-by-emanuel-mendes-siqueira

Foto: Divulgação

A Copa West Fighter 2 anos reuniu mais de 300 atletas durante este domingo, 6 de novembro, na quadra de esportes da Escola Municipal Sabá Raposo, no Manoa, Zona Norte de Manaus. A competição teve lutas de jiu-jítsu e muay thai, apresentando jovens promessas que representaram projetos sociais da capital e interior dessas duas modalidades.

No jiu-jítsu, um dos destaques foi o faixa verde Lucas Carvalho, de 15 anos, atleta da academia Nova Opção (Alcenor Alves). Ele venceu cinco combates por finalização e faturou três categorias distintas (infanto-juvenil leve, juvenil pluma e adulto pluma). No principal duelo do dia, valendo o título do adulto azul do peso pluma, ele venceu Anderson Alencar (Nova União/Paixão Farias/Parque São Pedro) por finalização em arm lock.

“Nasci numa família de lutadores de jiu-jítsu e comecei a praticar o esporte aos nove anos. Tenho cinco títulos brasileiros pela CBJJ e outros cinco pela CBJJE, além de quatro mundiais pela CBJJE. Meu objetivo é continuar treinando, me graduar como faixa preta e ser campeão mundial na categoria e no absoluto”, comentou o garoto, que concilia o jiu-jítsu com o 1º ano do Ensino Médio na Escola Estadual Isaac Sverner, no São José, Zona Leste de Manaus.

“Luka”, a fera do muay thai

No muay thai, Lucielly Garcia, de apenas 15 anos, mostrou porque é um dos grandes nomes da equipe JMT/CT Manaus Fight na atualidade. A atleta treinada pelo professor Jefferson de Paula faturou duas categorias. Na disputa até 70 kg, “Luka” venceu Klívia Santos de Freitas (Carlos Thai), enquanto na categoria até 65 kg superou Mary Kelly (Clube Sevalho). Levou dois troféus personalizados para casa.

Interior mostra força
O torneio de lutas em pé também apresentou grandes atletas do interior. No feminino, Dayane Cardoso (Lutadores de Cristo Gold Team/Autazes) levou a melhor sobre Jakeline Rocha (Arena Top Team/Nova Olinda do Norte). Do ponto de vista técnico, o melhor atleta foi Erivan “Barata”, campeão de sua categoria e principal nome da academia Arena Top Team, de Nova Olinda do Norte.

Apoiadores oficiais
O evento organizado pelos professores Mickael Hardson e Jefferson de Paula teve apoio da Secretaria Municipal da Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), Federação Amazonense de Jiu-Jítsu Esportivo (FAJJE), Emanuel Sports & Marketing, Luís Neto, DS Car Centro Automotivo, Kikão do Mini Cheff, Nival Construção Civil, Athos Fight Wear e West Design.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here