Haime Moraes é decisivo, conquista o GP dos pesados e terá revanche diante de Felipe Micheletii

2

Paulistano é dominante na decisão contra Cesinha e ganha nova oportunidade; na decisão do muay thai William Fernandes supera Ricardo Pacheco e vai para Tailândia.

imagem_release_790742

Foto: Davi Leite

O pioneiro evento no Brasil foi um sucesso. A união entre WGP Kickboxing, Elite Boxing e AD Warriors tirou o fôlego dos fãs de luta. Não à toa, o sábado do dia 1 de novembro, ficou para para a história. No maior evento de trocação da América Latina foi conhecido o mais novo campeão do GP dos pesados (até 94,1kg). Depois das semifinais, Haime Moraes e César Almeida chegaram para o main event com atuações de quem pode tirar o cinturão da divisão de Felipe Michelleti. E nessa equilibrada disputa, o novo desafiante ao título será Haime, com uma vitória dominante, na decisão unânime dos juízes laterais.

“Como prometido, fizemos um evento diferente. Os fãs das lutas sabem do que nossa organização está pronta para agradar a todos os públicos. Foi um orgulho organizar duelos dessa magnitude. Os duelos de MMA e muay thai foram para levantar a galera aqui em São Paulo. Foi um dos melhores GP’s que fizemos. Agora, prometemos ainda esse ano um evento maravilhoso para fechar a temporada e em 2017 vamos consolidar ainda mais nosso trabalho”, celebrou o diretor-executivo Paulinho Zorello,

Haime domina dois rounds e vai ter revanche com Micheletti

Um melhor cenário para Haime Moraes não podia ser esperado. Depois de fazer um único duelo na organização contra o próprio Felipe Micheletti, a chance bateu à sua porta. Dominante diante de Alessandro Benacci, o paulistano chegou à grande decisão e conseguiu, de forma suada, o título de campeão do torneio dos pesados.

O primeiro round não decidiu o novo campeão. Parelho nos três minutos de combate, Haime encontrou um forte Cesar Almeida, subindo de divisão, em seu caminho. Depois de entender o jogo do rival, Haime encontrou o caminho e um brilhante knockdown no segundo assalto foi crucial. De lá em diante, foi mostrar todo o seu jogo no kickboxing para ser melhor no terceiro round garantindo a sonhada revanche diante do sorocabano.

“Esperei muito por essa oportunidade e agora chegou. O Felipe é um dos melhores da divisão e preciso me preparar ainda mais. Perdi um confronto e minha revanche chegou. Ganhei um dos GP’s mais difíceis e estou pronto para ficar com esse cinturão”, comemorou Haime Moraes.

Semifinais com favoritos soberanos

Depois do show do muay thai e MMA, os atletas do WGP entraram no ringue para completar a noite em São Paulo. E os favoritos aos desafio não deram chance para o azar e garantiram vitórias de forma acachapante. No primeiro duelo, estreando na nova categoria, Cesinha Almeida foi dominante e levou ao nocaute no início do segundo round Ricardo ‘Soneca”. Durante o primeiro assalto do confronto. Cesinha mostrou toda sua habilidade no kickboxing e porque é um dos melhores na modalidade. Massacrou o rival e administrou o segundo round até levar Soneca à lona. Apesar de tentar levantar, o paranaense teve que aceitar a decisão do juiz central e ver Cesinha carimbar sua vaga para a decisão.

Já na outra semifinal, Haime Moraes parecia só pensar em uma revanche com o atual detentor do cinturão.Depois da derrota em uma Super Fight, no WGP. O paulistano mostrou seu talento, aplicou diversas sequências e ainda no primeiro round viu o veterano Alessandro Benacci não aguentar o poder de decisão e garantir a vaga na final, com uma atuação que levantou o público.

William é campeão no muay thai

Após muito equilíbrio, o campeão de muay thai foi conhecido. Mesmo encarando o detentor do cinturão dos meio-médios do WGP, Ravy Brunow, Ricardo Pacheco chegou a grande decisão do torneio que garantiria uma vaga ao campeão ao mundial na Tailândia, contra William Fernandes. Os dois chegaram à final na decisão unânime dos juízes laterais e a fim foi muito equilibrada. Mas o muay thai de William se sobressaiu. Em três rounds de pura trocação, Fernandes foi soberano. Dominou a decisão e se consagrou como o vencedor da modalidade. Com o título, William estará no próximo AD Warriors no país que trouxe o muay thai para o mundo.

San Martino vence com autoridade

Em duelo de veteranos, a precisão do paulistano Tadeu San Martino fez a diferença contra Jânio ‘Mancha. Depois de dois knockdowns consecutivos, ele dominou o combate e levou o rival à lona pela terceira vez, no terceiro round. Mesmo com Jânio esboçando retornar ao duelo, os juízes laterais preferiram encerrar o duelo e confirmar mais uma vitória para o atleta de 40 anos, que garante que ainda tem muita lenha para queimar na modalidade. No dia 5, completa 41 primaveras.

Uma vitória para o Brasil no MMA

No torneio de MMA válido pelo EFN, o Brasil saiu vitorio. Em um duelo muito equilibrado, Sergio Leal dominou os últimos rounds e deixou o cage com o triunfo na decisão unânime dos juízes laterais, diante do colombiano Dumar Roa. Já o veterano José Eudes foi finalizado com menos de um minuto no primeiro round contra o invicto canadense Khetag Pliev. Nos outros duelos, o costarriquenho Alan Zuniga e o peruano José Zarauz venceram o polonês Marcin Bandel e o mexicano Carlos Rivera, respectivamente.

WGP #34 / EFN 9 / Abu Dhabi Warriors

Data: 1 de novembro de 2016
Local: Ginásio Mauro Pinheiro (Rua Abilio Soares, 1300 – Paraíso, São Paulo/SP
Hora: 18h30
Ingressos já à venda no site Ticket360.com.br (https://goo.gl/zB8sey)

MAIN CARD – Resultados

Challenger GP – Final
K1 Rules – Peso-Pesado (94,1kg)
Haime Moraes venceu César Almeida por decisão unânime dos juízes laterais

Torneio – Muay Thai – Final
Muay Thai – 72,5 kg
William Fernandes venceu Ricardo Pacheco por decisão unânime dos juízes laterais

Super Fight 2 – Muay Thai
Muay Thai – 72,5 kg
Phelipe Dias venceu Alexandre Simões na decisão unânime dos juízes laterais

Challenger GP – Semifinal 1
Kickboxing – Peso-Pesado (94,1kg)
Haime Morais venceu Alessandro Benacci por nocaute no primeiro round

Challenger GP – Semifinal 1
Kickboxing – Peso-Pesado (94,1kg)
Cesar Almeida venceu Ricardo ‘Soneca’ por nocaute no segundo round

Torneio Muay Thai – Semifinal 1
Muay Thai – 72,5 kg
Willian Fernandes venceu Alex Oller por decisão unânime dos juízes laterais

Torneio Muay Thai – Semifinal 1
Muay Thai – 72,5 kg
Ricardo Pacheco venceu Ravy Brunow na decisão unânime dos juízes laterais

Super Fight 1
Kickboxing – Peso-Médio (75 kg)
Tadeu San Martino venceu Jânio ‘Mancha’ nocaute no terceiro round

Super Fight 1
Muay Thai – 57 kg
Francisco Mairon (Brasil) venceu Ederson Sampaio (Brasil) por decisão unânime dos juízes laterais

Super Fight 4
MMA – 77 kg
Khetag Pliev (Canadá) finalizou com um mata-leão José Eudes Tavares (Brasil) ao 30 seg do primeiro round

Super Fight 3
MMA – 66 kg
Sergio Leal (Brasil) venceu Dumar Roa (Colômbia) por decisão unânime dos juízes laterais

Super Fight 1
MMA – 66 kg
Allan Zuniga (Costa Rica) venceu Marcin Bandel (Polônia) por decisão unânime dos juízes laterais

Super Fight 1
MMA – 66 kg
Jose Zarauz (Peru) venceu Carlos Rivera (México) por decisão unânime dos juízes laterais

UNDERCARD

Fight 4
Kickboxing – Peso-Super-Médio (78,1kg)
Rodolfo ‘Cavalo’ venceu Marcus ‘Jon Jones’ por decisão unânime dos juízes laterais

Fight 3
Kickboxing- Peso-Super-Leve (64,5kg)
Diego Piovesan venceu Miqueas Ribeiro por nocaute no segundo round

Fight 2
Kickboxing- Peso-Meio-Médio (66,8kg)
Leonardo Santini venceu Jonathan Ferreira por nocaute no primeiro round

Fight 1
Kickboxing- Peso-Pena (58,2kg)
Robson Silva venceu Mateus Simão por nocaute no primeiro round

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here