Vem Na Mão | Uma porrada de notícias sobre o mundo MMA

Voltar ao topo

Notícias

Ex-UFC, Wagner Galeto faz despedida do MMA em evento no Imortal FC 5, no Paraná

Veterano lutador diz que não consegue mais se dedicar 100% em seus camps e prefere se tornar um grande treinador de futuros atletas.

BELO HORIZONTE, BRAZIL - JUNE 23: (L-R) Wagner "Galeto" Campos kicks Marcos Vinicius "Vina" during their UFC 147 featherweight bout at Estadio Jornalista Felipe Drummond on June 23, 2012 in Belo Horizonte, Brazil. (Photo by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Divulgação UFC

A passagem pelo UFC serviu de aprendizado para o veterano Wagner”Galeto” Campos. Aos 34 anos, o atleta de Curitiba resolveu abandonar a carreira no MMA e se dedicar à vida de treinador e competidor de jiu-jitsu. E sua despedida será em um dos maiores eventos de MMA do Brasil e do mundo, o Imortal FC. Na quinta edição da franquia, o curitibano e ex-Ultimate vai ter pela frente Rafael Baraka na derradeira batalha. O Imortal FC 5 – Road to Pancrase, acontece neste sábado, dia 23 de julho, em São José dos Pinhais.

“Gostaria de poder ter condição de ficar treinando e só ser atleta. O esporte evoluiu tanto que não tem espaço para quem não se dedica 100% a isso. Cheguei a um nível que ou me dedicava nesse ponto para poder ter bons resultados ou escolhia outra área. Além de ser atleta, tenho uma equipe de jiu-jitsu, tenho alunos competidores, tenho minha academia de MMA… Vou focar em cuidar dos atletas e minhas competições no jiu-jitsu.Para ver a correria, teve em um mês e meio que lutei jiu-jitsu, fui ao Maranhão para MMA e voltei pra competir jiu-jitsu. Não dá para se focar”, comenta Galeto.

Para ele, se dedicar apenas a uma frente vai fazer com que seus resultados positivos voltem a aparecer. Tanto que depois da saída do UFC, Wagner lutou mais seis duelos, venceu o primeiro e foi derrotado nos últimos cinco.

“É uma correria porque gosto muito de competir jiu-jitsu, não vou deixar de competir para lutar MMA. Por esse motivo resolvi abandonar essa carreira. Vou focar como treinador, tenho muito moleque promissor. O certo é focar em uma coisa só para fazer bem feito e não em várias para fazer pela metade”, garante.

E o evento escolhido por ele para sua despedida foi o Imortal FC. Segundo o curitibano, o show é um dos que mais tem evoluído no Brasil.

“É um grande evento na nossa região, que respeita a luta. Estou pronto para me despedir desta maneira. Nosso maior evento é esse e minha expectativa é boa, porque tenho que encerrar minha carreira no MMA com uma vitória e dar aos meus fãs, alunos, torcedores, o que eles gostam. Sou do jiu-jitsu, vou para finalizar ou nocautear, tanto faz. Quero encerrar com chave de ouro”, completa.

No MMA desde 2006, Wagner Campos venceu 12 de seus confrontos e foi derrotado em nove oportunidades. Das vitórias seis foram por nocaute, três por finalização e três na decisão dos juízes laterais. Rival de Galeto, Rafael Baraka venceu nove e perdeu apenas três. Ele tem 28 anos e é natural de Paranaguá.



Artigos Relacionados