Vem Na Mão | Uma porrada de notícias sobre o mundo MMA

Voltar ao topo

Notícias

Denilson Trator disputa cinturão na Polônia nesta sexta-feira

7Atleta do Team New Corpore enfrenta o polonês Marian Ziolkowski, em Varsóvia (POL), pelo título de campeão peso-leve do PLMMA.

denilson-trator

Foto: Divulgação

Tido como um dos principais nomes da nova geração do MMA nacional, o peso-leve (70kg) Denilson Trator disputa nesta sexta-feira (4), em Varsóvia, na Polônia, o cinturão dos leves do PLMMA, um dos principais eventos de MMA do leste europeu. Na edição de número 70 da organização, o carioca, de apenas 21 anos, enfrenta o polonês Marian Ziolkowski, atual detentor do cinturão da categoria.

Vindo de oito vitórias seguidas e para lá de convincentes, o atleta do Team New Corpore, que possui 10 triunfos em seu cartel profissional, se mostra muito confiante para seu próximo desafio e afirma ter feito a melhor preparação de sua carreira.

“Estou extremamente focado, nunca tive uma preparação tão boa como tive para essa luta. Vou chegar voando, tanto fisicamente quanto tecnicamente. Desde que cheguei na New Corpore consegui subir de patamar como lutador, porque aqui tenho tudo o que preciso para crescer na carreira. Sei que lutar no leste europeu não é fácil para os brasileiros, ainda mais valendo um cinturão, por isso fiz um camp com tanta excelência”, disse o lutador.

Mesmo com o excelente jogo de chão de seu adversário, que possui 15 vitória como profissional de MMA, sendo 10 por finalização, Trator promete anular o jogo do polonês e revela alguns pontos de sua estratégia para o duelo.

“Meu adversário gosta do jogo chão, possui uma guarda perigosa e tem bastante finalizações na carreira. Minha estratégia é anular ele, no primeiro round pretendo soltar meu jogo em pé, mas também mesclando com trabalho na grade, quero desgastar bastante ele. Trabalho bem na grade, tanto no boxe quanto na transição para as costas, bem naquele estilo carrapato. Estou indo para para nocautear ou finalizar. Vou trazer esse cinturão para o Rio de Janeiro”, concluiu.



Artigos Relacionados