Vem Na Mão | Uma porrada de notícias sobre o mundo MMA

Voltar ao topo

Notícias

Combate Play libera lutas da campeã do UFC Amanda Nunes

Do revés ao cinturão, relembre os duelos mais marcantes da brasileira.

LAS VEGAS, NV - JULY 09:  Amanda Nunes of Brazil reacts to her victory over Miesha Tate in their UFC women's bantamweight championship bout during the UFC 200 event on July 9, 2016 at T-Mobile Arena in Las Vegas, Nevada.  (Photo by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

O Combate Play está a todo vapor no aquecimento para o UFC 207, que será transmitido ao vivo e com exclusividade nesta sexta-feira (30), direto de Las Vegas, a partir das 22h15. Na luta principal, a campeã Amanda Nunes terá a missão de bater a ex-campeã Ronda Rousey em duelo muito aguardado, e para preparar o fã de lutas para a disputa, as cinco últimas aparições da baiana no Ultimate foram liberadas.

Como nem só de vitórias é feito um campeão sólido, o primeiro duelo aberto para os fãs é entre Amanda e Cat Zingano, no UFC 178, em setembro de 2014. Após duas vitórias seguidas no Ultimate, Amanda teve sua prova de fogo contra Zingano, e depois de dois rounds duríssimos acabou por sucumbir a uma queda e forte ground and pound da americana

http://globosatplay.globo.com/combate/lutadores/amanda-nunes/v/ufc-178-cat-zingano-x-amanda-nunes/3659436/

Mesmo com o revés, a baiana casca-grossa não esmaeceu e voltou com tudo. Contra Shayna Bazler, no UFC Fight Night de maio de 2015, a brasileira começou sua caminhada até o título. Na ocasião, bateu a americana por nocaute técnico, após poderoso chute no joelho da adversária.

http://globosatplay.globo.com/combate/lutadores/amanda-nunes/v/ufc-maia-x-laflare-amanda-nunes-x-shayna-baszler/4053289/

No duelo seguinte, no UFC Fight Night de agosto de 2015, Amanda teve pela frente a atleta olímpica de wrestling Sarah McMann. Mesmo com forte jogo de quedas, McMann acabou derrotada no solo, em luta no qual Amanda provou que o seu valor nos cages não estava apenas em mãos poderosas e chutes precisos. Depois de castigar a oponente com socos por cima, Amanda girou e finalizou Sarah com um mata-leão.

http://globosatplay.globo.com/combate/lutadores/amanda-nunes/v/ufc-teixeira-x-st-preux-sara-mcmann-x-amanda-nunes/4380353/

Já contra Valentina Shevchenko, no UFC 196, em março de 2016, Amanda passou por um grande teste. Pela primeira vez a brasileira chegava ao terceiro assalto numa luta, após 16 duelos na carreira. Amanda foi dominante no combate, e a vitória na decisão unânime dos jurados credenciou a baiana à sonhada disputa de cinturão.

http://globosatplay.globo.com/combate/lutadores/amanda-nunes/v/ufc-196-amanda-nunes-x-valentina-shevchenko/4863322/

E foi no UFC 200, em histórico card realizado em julho de 2016, em Nova York, que Amanda coroou sua carreira no Ultimate. Em baixa nas bolsas de apostas, Amanda quebrou a banca ao finalizar a favorita Miesha Tate, até então campeã da divisão de pesos-galos. Com domínio na trocação, a brasileira atropelou Tate, e ao chegar ao solo aplicou mais uma vez o mata-leão, finalização que se tornou sua marca registrada, para conquistar o título de número um da divisão do Ultimate.

http://globosatplay.globo.com/combate/lutadores/amanda-nunes/v/ufc-200-miesha-tate-x-amanda-nunes/5154205/



Artigos Relacionados