Com auxílio de Do Bronx, Thomas Almeida fala sobre as armas para superar Anthony Birchak

9
Sensação do UFC acredita que agressividade é a chave para triunfar em seu próximo compromisso e finaliza treinamentos ao lado do amigo Charles Oliveira,
O paulistano enfrenta Anthony Birchak neste sábado, em São Paulo / Foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto
O quarto desafio de Thomas Almeida no UFC está próximo. Faltando cinco dias para o UFC Fight Night 77, em São Paulo, o brasileiro conta como foram os últimos meses de preparação para enfrentar o adversário norte-americano Anthony Birchak. O atleta da Chute Boxe Diego Lima festeja ainda o apoio de Charles do Bronx, também atleta do UFC e número 7 do ranking dos pesos-pena (até 66,2kg). Com um cartel perfeito de 19 vitórias e 19 lutas disputadas, Thomas busca seu quarto triunfo em um ano de Ultimate após despachar Tim Gorman, Yves Jabouin e Brad Pickett.
Especialista no muay thai, o paulistano recebeu, na reta final da preparação, auxílio do amigo Charles do Bronx, especialista em jiu-jitsu e lutador pelo Ultimate há cinco temporadas. O peso-pena representa a academia Macaco Gold Team, parceira de longa data da Chute Boxe Diego Lima, e encara Myles Jury no dia 19 de dezembro, em Orlando, nos Estados Unidos. A troca de experiências entre os dois foi exaltada pelo mestre e mentor de Thomas, Diego Lima. 
“O Charles está treinando com a gente direto, para a luta dele e para a do Thomas. Eles são bem amigos e se ajudam bastante nos treinamentos, trocam experiências, dicas e conhecimentos. Apesar de ter apenas 26 anos, o Charles já é bem experiente no UFC e esse tempo de casa dele é sempre benéfico para nós. É uma ajuda sempre bem vinda e ficamos felizes em ajudá-lo também”, comenta. 
Agressividade é a estratégia
A menos de um mês para o confronto com Birchak, Thominhas já havia revelado a ênfase nos treinos de wrestling, considerando o forte jogo de luta olímpica do adversário. Porém, a poucos dias do embate e com a ansiedade aumentando, o invicto paulistano de 24 anos não pensa em mudar seu estilo de jogo no octógono e promete muita agressividade, sua marca registrada. 
“Eu gosto da luta em pé e o UFC gosta da minha maneira de lutar. Eu não escondo isso e comigo é porrada mesmo. Se a luta for para o chão, tudo bem também, eu treinei com um dos melhores atletas do UFC nessa parte, que é o Charles, então não estou preocupado. O objetivo vai ser sempre manter a luta onde eu gosto, que é em pé, mas se desenrolar de outra forma estarei preparado”, planeja Thominhas.
Thomas Almeida tem três lutas realizadas pelo UFC, com três triunfos e apresentações fenomenais. Tido como a nova sensação da organização, o atleta irá realizar seu quarto combate no intervalo de um ano e sempre há expectativa de mais um grande desempenho. Além dos três êxitos, Thominhas assegurou também uma trinca de bônus individuais por suas lutas no Ultimate. Um prêmio de combate da noite pelo duelo realizado com Tim Gorman em sua estreia na organização e duas premiações de performance da noite, por nocautear Yves Jabouin no UFC 186 e Brad Pickett, no UFC 189. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here