Vem Na Mão | Uma porrada de notícias sobre o mundo MMA

Voltar ao topo

Notícias

Aspera FC 38: Carcacinha e Roberto Souza disputam cinturão em busca de mais ascensão no MMA

Duelo valerá o título da categoria até 61kg e projeção ainda maior mundialmente; ex-participantes do TUF completam card.

284009_605983_carcacinha_x_roberto

Carcacinha e Roberto Souza disputam o cinturão até 61kg / Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira, dia 27 de maio, o Aspera FC chega à sua 38ª edição com duas disputas de cinturão cercadas de expectativa. Além do duelo entre Junior Baby e Tiagão Cardoso na divisão até 120kg, Ricardo Carcacinha e Roberto Souza também entram no cage pelo título da divisão até 61kg, na co-luta principal da noite. Em jogo não está só a respeitada conquista, mas a visibilidade e mudança de rumo que a carreira de quem for consagrado campeão pode tomar. O AFC 38, que terá como palco o Ginásio José Corrêa, em Barueri (SP), terá sete lutas transmitidas ao vivo pelo Esporte Interativo, a partir das 20h (horário de Brasília).

Natural de Campinas e com apenas 20 anos, Ricardo Carcacinha já é uma das principais revelações do MMA nacional. Desde 2012 no MMA profissional, quando tinha apenas 16 anos, já disputou o cinturão do Legacy FC, uma das principais vitrines do MMA mundial, mas acabou derrotado pelo norte-americano Manny Vasquez. A experiência, para o campineiro, conta pelo lado do amadurecimento, mas não necessariamente será um diferencial.

“Na hora da luta, a experiência de outros grandes eventos não pesa tanto”, pondera Carcacinha. “O que passei foi uma grande experiência e me deu amadurecimento como pessoa. Nesse ponto, isto pesa para estar mais ligado e entender melhor meus adversários”, completa o atleta, que tem oito vitórias, incluindo uma sobre Allan Puro Osso, apenas uma derrota, e sonhos grandes para sua carreira com o possível título do AFC:

“No momento minha expectativa é ser campeão do Aspera. Depois quero voltar a lutar nos Estados Unidos e já mais credenciado com um cinturão, desse nível, sei que vou ter mais moral. Aumenta também o respeito. Quero mesmo chegar ao UFC e ganhar o cinturão lá. Ser campeão aqui é um passo enorme. Tenho só 20 anos de idade e tenho certeza que isso vai acontecer um dia. Por enquanto estou trabalhando para chegar esse dia”.

Roberto Souza: título como passo principal para ganhar visibilidade

Com o mesmo cartel profissional de Ricardo Carcacinha (8v1d) está Roberto Souza, o outro protagonista da co-luta principal do AFC 38. Porém, diferentemente do adversário, Roberto nunca lutou um evento internacional. Natural de Indaiatuba, no interior de São Paulo, os sonhos são semelhantes aos de Ricardo. Apenas três anos mais velho, Roberto Souza também confia que com o título do Aspera poderá dar um novo horizonte à sua carreira.

“O Aspera dá essa visibilidade. Todos os grandes empresários de eventos estão de olho nas disputas de cinturão de lá. Confio que ganhar este título vai mostrar meu valor para muita gente. O desafio é enorme, até pelo rival que estará na minha frente, mas mesmo assim quero realizar esse sonho de ser campeão e lutar internacionalmente”, acredita Souza, que também vê outros benefícios com a possível conquista.

“Tenho dificuldades com patrocínios, mas não é nada que me desmotive. O meio do MMA é complicado. Por isso que preciso também ser campeão do Aspera. Minha visibilidade vai ser maior. Estou buscando o topo na minha profissão. Quero e vou ser campeão”, afirma.

Ex-participantes do TUF abrilhantam o card

Além das disputas de cinturão, o Aspera FC 38 contará com grandes lutas. No card principal, o ex-participante do TUF Brasil 2, Cleiton Foguete, estará no cage e ainda terá seu adversário definido. O atleta da Astra Fight Team chega ao evento com um cartel de respeito: venceu 15 duelos e foi derrotado só duas vezes. Seus últimos dois combates foram na própria organização, com vitórias sobre Jota Cardoso e Deivid Jacques.

Outro ex-participante do TUF Brasil é o veterano e polêmico Juliano Ninja. Sem lutar desde 2014, quando anunciou sua aposentadoria, o catarinense de Blumenau aceitou o convite da organização e vai encarar Damyão Edson, na categoria até 70kg, em duelo que fecha o card preliminar. Na carreira, Ninja soma nove vitórias e três derrotas, aos 38 anos.

O Aspera FC 38 também terá outro atleta do reality show do UFC, mas dos Estados Unidos. Participante do TUF 16, o norte-americano Tim Ruberg, de 34 anos, estará no card principal. Representando a Astra Fight Team, de Balneário de Camboriú, o lutador encara Washington Luiz, na divisão até 84kg. No cartel, Ruberg soma 12 vitórias e três derrotas, em eventos disputados no Brasil e no exterior.

Aspera FC 38 no palco do UFC

O ginásio que vai receber o Aspera FC38 foi palco de duas edições do UFC repletas de estrelas. Em outubro de 2013, Demian Maia e Jake Shields fizeram a luta principal e Raphael Assunção derrotou TJ Dillashaw em luta equilibrada. Em dezembro do ano seguinte, Lyoto Machida e Renan Barão foram as estrelas.

Aspera FC 38: Baby vs. Cardoso

Data: 27 de Maio de 2016, Sexta-Feira
Local: Ginásio José Corrêa em Barueri, São Paulo
Transmissão: Esporte Interativo, a partir das 20h (de Brasília)

Luta principal – Disputa de Cinturão até 120kg
Júnior “Baby” (Astra Fight Team) x Thiago Cardoso (Team Drago/Fadda Jiu Jitsu)

Co-luta principal – Disputa de Cinturão até 61kg
Ricardo “Carcacinha” (Black Sheep MMA) x Roberto Souza (Magno Gorila Team)

Card Principal

Até 84kg: Washington Luiz (Triple A / Azevedos Team / BRASIL) x Tim Ruberg (Astra Fight Team / EUA)
Até 70kg: Cleiton “Foguete” (Astra Fight Team) x A definir
Até 77kg: Rene “Soldado” (Power Lotus Team) x Fabrício Azevedo (Azevedos Team / Vila Da Luta)
Até 70kg: Felipe “Buakaw” (011 MMA Team) x Thiago Duarte (Black Sheep MMA)
Até 50kg: Janaísa Morandin (Astra Fight Team) x Lavínia Ione (Arena Team)
Até 84kg: Markus “Maluko” (CT Viscardi Andrade) x Fabrício Almeida (Team Silvério)
Até 70kg: Gabriel Macario (Lotus Club) x Juliano Militão (ZN Combat)

Card Preliminar (a partir das 18h)

Até 70kg: Juliano “Ninja” (Astra Fight Team) x Damyão Edson (Beat Down)
Até 84kg: Jorge “Michelan” (Vila Da Luta) x Marcelo Cruz (Team 4 Life)
Até 120kg: Willian Hoffmann (Astra Fight Team) x Jhon “Malvadeza” (R. Presas Team / Workbody)
Até 93kg: Alan Salgado (Corinthians MMA) x Rodrigo “Capoeira” (Força Combate)
Até 52kg: Soslenis “Grilinho” (Babuíno Gold Team / Chute Boxe Diego Lima) x Wendell “Boizinho” (Nova União)

Card Pós-Principal (a partir das 23h) – Ordem a confirmar

Até 73kg: Eder Gama (Team Silvério / VC Black Hawks) x Anderson Ulysses (Liga Oeste)
Até 77kg: Uyran “Presunto” (Lhyan Yu MMA) x Adriano “Boi Bandido” (Renan Fight Team)
Até 52kg: Maíra Mazar (Team Silvério) x Arielle Souza (VC Black Hawks)
Até 77kg: Thiago “Pará” (Team 4 Life) x João “Chico Bento” (Garcia Combat Club)
Até 93kg: Leonardo “Cabeção” (China Team) x Ronald Castelamari (Beat Down)
Até 66kg: Henrique “Rasputin” (KO Team) x Washington Luís (Beat Down)
Até 66kg: Leandro Compri (G13) x Johnny “Kabeça” (Tsunami Combat)
Até 66kg: Nivanílson “Chapolim” (Peso Pesado Team) x Marcelo Matias (Spakauskas Jiu Jitsu)
Até 61kg: William “Paraíba” (Team Silvério) x Thiago “Tubarão” (DFT)
Até 77kg: Rafael Lopes (Team Silvério) x Wilson Fonseca (Peso Pesado Team)
Até 70kg: Wellington Burcão (Team Silvério) x Fernando Garcia (Herman Gutierrez)
Até 120kg: Wallyson “Maguila” (New Corpore Fight) x Eli “Indião” (Iron Brothers)
Até 61kg: Tiago “Samurai” (Power Lotus Team) x Leandro “Apagão” (Ryan Gracie)
Até 52kg: Jeffinho Cabuloso (Babuíno Gold Team / Chute Boxe Diego Lima) x Antônio “Piauí” (VC Black Hawks)
Até 57kg: Vinícius “Super Shock” (Power Lotus Team) x Léo “Capoeira” (Corinthians MMA)
Até 70kg: Emerson “Psicopata” (CT Viscardi Andrade) x Patrick Gomes Silva (R. Presas Team)
Até 57kg: Henrique Demolidor (Team 4 Life) x Zaqueu Pequeno (Team Maldonado)
Até 57kg: Guilherme Souza (Team Silvério) x Alber Macgayver (Dragon Fight)



Artigos Relacionados