Vem Na Mão | Uma porrada de notícias sobre o mundo MMA

Voltar ao topo

Notícias

Sem pensar na passagem pelo UFC, Wendel Negão garante que ainda tem “muita lenha para queimar” no MMA

Atleta da X-Gym/War Machine, no Rio de Janeiro, estará no Imortal FC, no dia 23 de julho, no Paraná, contra Gilmar Manaus.

Card Principal - UFC - Condit vs Alves - Wendel Oliveira x Darren Till - Brasil - 0 - Goiania - - - www.inovafoto.com.br - id:91372

Foto: Divulgação

Os dois anos que viveu na maior organização de MMA do mundo, o UFC, não trazem boas recordações para Wendell Negão. Atleta da X-Gym/War Machine, o carioca acabou derrota nos dois confrontos que fez na franquia, diante de Santiago Ponzinibbio e e Darren Till, ambos por nocaute, e foi demitido. Agora, sem pensar no passado e focado no futuro, Negão estará no cage, no dia 23 de julho, em São José dos Pinhais, no Imortal FC 5 – Road to Pancrase contra o também veterano, Gilmar Manaus.

“Minha passagem pelo UFC não foi boa. Fiquei mais feliz em saber que estava assinando o contrato do que com os resultados ou com o que mostrei lá. Daqui para frente tudo vai mudar. Estou com novos treinos, estou bem acompanhado, nessa época não estava bem, não estava treinando de forma correta. Agora os resultados positivos vão vir cada vez mais.”, garante.

Aos 33 anos, Wendell chega para o confronto com 25 vitórias na carreira e dez derrotas. Nas suas últimas, após o Ultimate, ele venceu uma por nocaute e perdeu outra na decisão unânime dos juízes laterias. Mais experiente do que em 2014 quando entrou no UFC, O War Machine garante que ainda vai render muito nas artes marciais mistas.

“Pretendo viver muito da luta ainda. Quero e vou mostrar muita coisa. Não penso em parar. Estou com 33 anos e tenho muita lenha para queimar. Não pretendo desistir cedo, sei que ainda posso ir longe no MMA. A expetativa para vencer o Manaus é a melhor possível. O treinamento está super forte e as estratégias estão traçadas. Estou treinando bem com as minhas equipes, X-Gym e War Machine”, garante.

Negão ainda lembra dos primeiros passos nas lutas e como iniciou no MMA. Oriundo da capoeira, ele passou para o mauy thai, ainda jovem, disputou campeonatos regionais de jiu-jitsu, até fazer sua estreia no MMA, em março de 2006. Mesmo com a derrota, resolveu seguir e hoje tem em seu cartel mais de 30 lutas.

Rival de Wendell Negão no Paraná, Gilmar “Manaus” Lima também chega com um longo recorde. Aos 31 anos, já conquistou 24 vitórias, perdeu 16 e empatou em outra oportunidade. Nos últimos dois duelos, vitórias por nocaute e decisão dos juízes. Dos 24 triunfos, 13 foram por finalização.

Imortal FC 5 – Road to Pancrase
Local: Ginasio Max Rosenmann – São José dos Pinhais (PR)
Data: Sábado, 23 de julho, a partir das 16h
Transmissão: Esporte Interativo e Go Fight Live – a partir das 21h (de Brasília)

Card Principal

FINAL DO GP ATÉ 57KG
Até 77kg: Wendell Negão (25-10) x Gilmar Manaus (26-14)
Até 66kg: Wagner Galeto (12-9) x Rafael Baraka (9-3)
Até 73kg: Killys Mota (7-0) x João Carvalho (5-0)
Até 73kg: Thiago Bel (16-4) x Thiago Natã (8v 4d)
Até 57kg: Rogerio Bontorin (8-0) x Ivonei Pridonik (8-5) – Semifinal GP
Até 57kg: João Alicate (9-2) x Diego Santos (11-6) – Semifinal GP
Card Preliminar
Até 57kg: Cristiano Pequeno (5-0) x Paulo Bandido (6-2)
Até 77kg: Wellington Turman (10-1) x Dyego Roberto (13-10)
Até 61kg: Magnum Max (7-3) x Ewerton Blitzkow (9-4)
Até 66kg: Gustavo Wurlitzer (16-15) x Diego Silva (8-7)
Até 70kg: Ewerton Toniazzo (4-3) x Edinelson Alemao (6-5)
Até 70kg: Antonio Nego (6-2) x Lucas Batschauer (1-2)
Até 66kg: Luiz Killer (4-0) x Diego Silverio (2-0)
Até 57kg: Paulo Brincalhão (3-2) x Eduardo Wellington (4-8)
Até 70kg: Dhouglas Puma (1-0) x Paulo Russo (0-0)

Card Kickboxing
Até 65kg: Jordan Kranio (10-0, Imortal FC GP Champion) x Guilherme Jab (8-0)
Até 65kg: Diego Shaolin (1-1) x John Wesley (0-2)
Até 65kg: Vilmar Correia (2-1) x Felipe Holand (1-1)



Artigos Relacionados